CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

O fazendeiro do ar

Casa de Drummond

O fazendeiro do ar

Drummond – entrada da cidade

Menino antigo – Fazenda do Pontal

Itabira é Drummond, Drummond é poesia, Itabira respira a poesia de Drummond!

O ilustre filho de Itabira, Carlos Drummond de Andrade, nasceu aos 31 dias de outubro de 1902, época em que a cidade ainda se chamava Itabira do Mato Dentro.

Ali cresceu, transitando entre a casa da cidade e a da fazenda onde passava férias – Fazenda dos Doze Vinténs (também conhecida como Fazenda do Pontal).

Durante sua infância estudou no Grupo Escolar Doutor Carvalho de Brito (primeiro grupo escolar de Minas Gerais), hoje denominado Escola Estadual Coronel José Batista.

Na sua fase ginasial, passou por Belo Horizonte e pelo Rio de Janeiro, voltando a Belo Horizonte para cursar Faculdade de Farmácia.

Após formado e já casado com Dolores, volta a Itabira em 1926 para lecionar Geografia e Português.

Ao longo de sua trajetória literária, fez várias referências à sua cidade natal e aos acontecimentos cotidianos da época em que morava em Itabira, escritas que hoje estão pelas ruas da cidade, dispostas em placas-poema no Museu de Território-Caminhos Drummondianos.

Sua história e sua memória estão à espera dos visitantes no Memorial Carlos Drummond de Andrade (Projetado por Oscar Niemeyer), Casa de Drummond (antiga residência de sua família), Fazenda do Pontal e em vários outros pontos da cidade.

Comments are closed